A nova estrutura do ensino médio e o lançamento da proposta do Sistema GGE de Ensino para o segmento, incluindo o Projeto de Vida, foram assuntos da live que aconteceu ontem, dia 30 de setembro, em nosso canal no YouTube. Com telespectadores de várias cidades do Estado, a transmissão ao vivo contemplou todos os aspectos e possibilidades da novidade que chega às escolas já no próximo ano, além de esclarecer dúvidas dos participantes, entre eles pais, gestores e educadores, enviadas através do chat online.

“Sabemos que o ensino médio hoje é muito engessado e o objetivo do novo modelo é mudar essa realidade, desenvolvendo as habilidades técnicas e interpessoais dos alunos, tão necessárias no dia a dia, tanto na vida profissional, quanto pessoal. E o grande diferencial é que, futuramente, teremos cidadãos mais preparados. Então, teremos a parte da formação geral básica e os itinerários formativos”, explica o gerente editorial do Sistema GGE de Ensino, Fellipe Torres.

Para as especialistas Roberta e Tais Bento, do SOS Educação, “Precisamos nos lembrar que os itinerários formativos (disciplinas eletivas) irão se organizar a partir de 4 eixos estruturantes, sendo eles: investigação científica, processos criativos, mediação e intervenção cultural e empreendedorismo.  Levando em consideração a cultura local, a realidade em que o aluno está inserido e respeitando as particularidades de cada um”. Mãe e filha, as palestrantes com experiência na área educacional, trouxeram para a live o tema: “Itinerários do Novo Ensino Médio: sabores e aromas para estimular a fome pela aprendizagem”.

Para o primeiro semestre de 2022, o Novo Ensino Médio do Sistema GGE de Ensino trará 4 temas para as disciplinas eletivas: “Faz um Pix”, visando o despertar da consciência financeira. E para que os alunos possam se aprofundar na diversidade de sotaques e expressões da língua inglesa, o tema “Língua estrangeira pelas telas do cinema”. Para aproximar os estudantes dos estudos sobre o cérebro humano, a eletiva “O cérebro e as emoções”. E, por fim, a eletiva “Direitos humanos” que trabalhará a discussão de temas urgentes para a construção e uma sociedade mais justa e igualitária.

Pedro Simas, professor e gestor educacional, apresentou o projeto “Trilha Socioemocional” que surgiu a partir dessa necessidade de repensar o ensino médio. “Para que o aluno possa fazer escolhas de médio e longo prazo que sejam estáveis e significativas, ele precisa desenvolver uma série de soft skills (habilidades interpessoais). A Trilha Socioemocional é um programa de educação emocional que possibilita ao aluno esse desenvolvimento pleno”.

Para o segundo semestre, o Sistema GGE de Ensino trabalhará outras 4 eletivas: natureza, comunicação e oratória, cosmologia e pensamento conectado (raciocínio lógico). “Nós estamos prontos para vivenciar esse novo momento da educação com nossos alunos e suas famílias. A live de lançamento foi um sucesso, todos trouxeram suas dúvidas que foram prontamente esclarecidas, fortalecendo ainda mais essa parceria”, comemora o gerente executivo do Sistema, Leonardo Siqueira.

Assista agora a live na íntegra!

Algumas perguntas respondidas durante a live

Pergunta: Vai mudar completamente a minha carga horária? Ou o currículo propriamente dito do Ensino Médio?
Fellipe Torres: É verdade, mas vamos mudar aos poucos. Existe um período de adaptação e, enquanto sistema de ensino, vamos mostrar os caminhos possíveis. Vamos construir o Ensino Médio de cada escola parceira de maneira personalizada. 

Pergunta: Como o Ensino Médio vai estar dividido?
Fellipe Torres: Vamos ter a parte da formação geral básica que vai lastrear o conhecimento do aluno; os itinerários formativos, com trilhas de aprofundamento, como Filosofia, Sociologia, Arte, preparação para o SSA da UPE entre outras; o Projeto de Vida; e as eletivas.

Pergunta: Qual a diferença de eletiva para trilha?
Fellipe Torres: A eletiva não está ligada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A ideia não é aprofundar, não é fazer referência à formação geral básica. A ideia da eletiva é desenvolver habilidades nos alunos, prepará-lo para a vida. As eletivas estão ligadas aos eixos estruturantes: investigação científica, processos criativos, empreendedorismo, mediação e intervenção sociocultural. 

Pergunta: Como o corpo docente vai se adaptar ao novo formato?
Fellipe Torres: O Sistema GGE de Ensino oferece treinamento para professores através da formação continuada. Temos o manual do professor, um material completo, e também lives, palestras que vão trabalhar como conduzir e quais profissionais inserir nas eletivas, por exemplo.

Se você ainda tem dúvidas sobre o Novo Ensino Médio, entre em contato com a gente. Teremos grande satisfação em atendê-lo.

Notícias Relacionadas

A importância de formar o aluno